6 de dez de 2008

Ai vida inexplicável
um dia amo um
no outro de outro sou amante
me explicas tuas virtudes
me mostra a eterna quietude
de meu pobre coração sofrido
de meu pequeno corpo exaurido

Nenhum comentário:

Postar um comentário