8 de jan de 2009

Esvaida de forças escrevo estes versos
para que tua mente entenda meu coração
ele é cheio de desejos imersos
na mais pura solidão
mesmo que o mundo esteja do meu lado
e está, me dando forças para levantar daqui
não posso emergir á superfície
pois não é tua mão que me puxa
meu mundo de sonhos reais se distância
pra bem loge dos meus olhos
cheios de lágrimas caídas
eu tento correr pra me aproximar
mas a realidade me faz cair em prantos
por saber que o mundo já não é tão santo

Nenhum comentário:

Postar um comentário