20 de jan de 2009

A flor que encanta agente
come fogo e cospe o ventre
das mães desnaturadas
desinibidas de sua grandeza
soberana futura relva
que abriga pequenos seres
que seguirão com passos firmes
caminhos escuro de pedras quebradas
enfim chegam á sua magnitude
totalmente inexplorada

Nenhum comentário:

Postar um comentário