21 de jan de 2009

O sinistro se esconde detráz do armário
para mim não é páreo
que me enfrente a insolência
a impaciência
que se faça uma incrível batalha
pelo meu coração despedaçado
pelo meu sentimento arrancado
te mostra como és
me faz feliz
me faz mulher
faz verdade na vida
me aconchega no teu abrigo
me dá teu amor verdadeiro
me dá soluções
não ilusões
me cria tua amante
que em espíto verás nascer
a flor da luz no sinistro
o verde chamarás a vida
o vermelho o amor
e o sol irradiará em nossas mentes
a vida crescente
o amor inoscente

Nenhum comentário:

Postar um comentário