17 de set de 2009

Sigo a noite adentro em vão
tenho nada, só solidão
quero vê-lo
estou longe
e meus olhos que não se pregam
queria ao menos sonhar
se contigo fosse
poderia voar
é a escuridão da noite que me persegue
o uivo do vento que me impede
do pesadelo acordar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário