20 de jul de 2010

Como num filme sem um fim

Coisa rara é não sentir
e sinto tão profundamente
o meu vazio
o teu silêncio
tudo isso me rasgando.

http://letras.terra.com.br/publica/1404442/

Nenhum comentário:

Postar um comentário