28 de ago de 2010

Aquela noite
quando eu toquei tua mão
não era para fugir da solidão
pois solidão eu não sentia
só queria te tocar
sentir tua energia
sentir nossas moléculas interagindo
pelos carbonos que nos revestem
queria levar um pedaço de ti comigo
para casa depois
sim, eu sabia que haveria um depois
em que você me daria um beijo seco
e seguiriamos cada um para o seu lado
eu deitaria em minha cama
e sonharia com outro alguém
um alguém sem rosto
é sempre assim quando sonho contigo
um alguém sem rosto
mas sempre sei que és tu
me sentiria feliz
mesmo tendo apenas um pedaço de ti comigo.
Mas aquela noite não foi assim
pois quando eu toquei tua mão
tu também tocou a minha
tu também sorriu para mim
tu me beijou
e me levou dali,
e nunca mais precisei sonhar com um alguém sem rosto
pois mesmo que sonhasse
bastava abrir os olhos e te ver
dormindo ao meu lado
teu sono leve
e um sorriso nos lábios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário