16 de ago de 2009

A menina que morreu de raiva
daquele mundo que não lhe pertencia
foi chutada na porto da escola
por aqueles que ela não obedecia
quis fazer com que todos pagassem
por seus pecados jamais cometidos
por sua mente que não parava nunca
se sussurrar o nome do desconhecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário