23 de mai de 2010

Solidão estranha a desta noite
solidão que acolhe, aconchega e faz dormir
que faz os sonhos compensarem o dia
e a vida compensar a morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário