19 de nov de 2010

5, 4, 3, 2, 1, pronto
o pano caiu
a cena acabou
as lágrimas derramadas nos bastidores o público não verá
o que acontecerá depois não importa mais á ninguém
porque a peça continua
é a vez dos outros mostrarem do que são capazes
fazer rir, chorar, espantar?
o público quer o resultado resultando em si
o processo não lhe importa
o sofrimento, nervosismo, suor, decadência
nada é visto de detráz das cochias
nada é sentido daquela energia
e se acaso alguém faltar
perdido na esquina mais próxima com uma garrafa de vinho vazia
o público não se importa
o público não verá
há sempre alguém para subtituir
há sempre alguém pronto para qualquer lugar tomar na cena, na peça, na vida
na sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário