4 de dez de 2008

Encontro a tua voz no meu silêncio
doce voz que vem me ninar
me levar pra sonhos jamais queridos
despertar desejos sem poder contar

Nenhum comentário:

Postar um comentário