18 de fev de 2010

Maça vermelha reluzente
hematomas espalhados pelo corpo
tua boca marca minha pele
como água em papel
paranóias da tua mente
são roxos contrastando com o bege
vermelho pulsante das veias
tentar, nada impede
amanhã a dor virá
é certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário